PRECIFICAÇÃO: ENTENDA A APLICABILIDADE DELA NO SEU NEGÓCIO

Precificar um produto pode ser uma tarefa muito difícil se o empreendedor não souber o que considerar. A importância da precificação é evidente, pois os preços dos produtos geram impacto significativo na percepção dos clientes e do mercado como um todo, levando-os a comprarem ou não o seu produto. Desta forma, o que devemos considerar na precificação de um produto?

preço é um importante componente estratégico de uma empresa, afetando tanto a área financeira quanto a área de marketing e posicionamento da organização. Em outras palavras, o preço determinará minhas receitas (saúde financeira) e comunicará ao mercado minha posição dentro deste, que pode ser traduzido pelo público-alvo desejado, dentre outros. Portanto, o empreendedor tem de estar alinhado tanto com suas estratégias de marketing quanto financeiramente. A seguir, veremos com detalhes sua importância e uma das formas de precificar seu produto.

O objetivo de toda empresa e qualquer empresa é gerar valor para seus clientes através de seus produtos ou serviços, entretanto, este conceito pode soar um tanto abstrato. Desta forma, uma das maneiras mais objetivas, dentre muitas outras, de se mensurar o valor gerado pela organização é pela fórmula do lucro, pois uma empresa lucrativa tem mais chances de continuar atuando para que as necessidades dos seus clientes sejam atendidas. O lucro pode ser simplesmente resumido como sendo:

Lucro = Receitas – Despesas

E as receitas podem ser entendidas como:

Receita = Preço x Quantidade de produtos ou serviços vendidos

Desta maneira o lucro de uma empresa pode ser demonstrado da seguinte forma:

Lucro = (Preço x Quantidade de produtos vendidos) – Despesas

Seguindo esta lógica, para que possamos aumentar o lucro da empresa precisamos aumentar nossas receitas (que pode ser compreendido pelo aumento do preço, ou pelo aumento da quantidade, ou pelo aumento dos dois) e/ou diminuir nossas despesas. Contudo, somente pensar em aumentar as receitas e diminuir as despesas de maneira discricionária pode ter um impacto extremamente negativo no negócio, pois este tipo de decisão precisa ser embasada numa série de informações como estratégia da organização, interesses do mercado, concorrência, planejamento, custos, dentre outras. Sendo assim, devemos aplicar não só o pensamento financeiro, mas o pensamento de marketing do produto.

A precificação adequada serve para transmitir algum posicionamento do produto ou marca, além de garantir um retorno apropriado para o investimento realizado, assegurar a capacidade de enfrentar a concorrência e obter uma lucratividade global compatível. Mas para que isso aconteça, o empreendedor tem de olhar o preço com a mentalidade ambivalente, ou seja, tanto com um olhar financeiro quanto com um olhar voltado para marketing. O preço de um produto deve, primeiramente, cobrir seus custos de aquisição/fabricação, pois se os custos não forem cobertos pelos preços, isso acarretará em prejuízos e a empresa poderá se encontrar numa situação financeira complicada a médio e longo prazos. Além disso, deve estar posicionado de maneira correta, ou seja, estar na faixa de preço que o público-alvo está disposto a pagar.

Existem muitos métodos de precificação, entre eles o preço de retorno-alvo, preços de mercado, preços de leilão, preço de valor percebido, dentre outros. A Prime 360 oferece, entre seus serviços, o serviço de Custeio e Precificação, que pretende mapear e identificar os custos incorridos pela empresa de maneira fidedigna e criteriosa, bem como fazer uma determinação de preços de acordo com a realidade do cliente e do mercado na qual ele está inserido.

Quer conversar com um especialista? Faça contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *